Mostra Histórica

 

AS AVENTURAS DE  VIRGULINO

Direção Luiz Sá (1930) – 2 min

SINOPSE: Animação brasileira da década de trinta em preto e branco e sem som, que esteve perdida por quase oito décadas e recentemente foi descoberta e restaurada, para ser exibida publicamente pela primeira vez após quase oitenta anos. Seu realizador ficou muito conhecido pela criação dos personagens RECO-RECO, BOLÃO e AZEITONA publicados na revista “O TICO-TICO” na década de trinta.

 

FRIVOLITÁ

Direção: Luiz Seel (1930) – 3 min

SINOPSE: Frivolitá conta a história de uma mocinha coquete e modernista que, querendo dormir até mais tarde, tem de enfrentar o despertador, o gramofone e um bando de gatos acumpliciados com um recolhedor de objetos descartados.

A cópia do curta esteve perdida por mais de 80 anos e foi restaurada em 2013. Frivolitá foi animado em técnica tradicional 2D, desenhado no papel e finalizado em acetato, filmado com truca, montado na moviola e finalizado em película.

 

 

O ÁTOMO BRINCALHÃO 


Direção: Roberto Miller (1961) 3 min 47 seg 

SINOPSE: Um átomo é lançado ao espaço. Em órbita descobre que é uma figura alegre e brinca até desintegrar-se. Roberto Miller realizou o curta usando a técnica de Desenho sobre película. Desenhou durante 3 anos diretamente sobre os fotogramas, utilizando 10 vidros de tinta plástica especial, 50 vidros de tinta nanking colorida e 500 metros de película virgem.

 

FAZ MAL

Direção: Stil (1979) – 5 min

SINOPSE:Uma coletânea bem-humorada de crendices populares. Passar por baixo de escadas; apontar para estrela; beber em copo alheio; olhar para mulher feia e dormir para os pés da cama. Tudo isso faz mal.

 

PRECIPITAÇÃO

Direção: Marcos Magalhães (1983) – 5 min

Sinopse: Uma divertida animação, com um reggae como fundo musical, sobre as aventuras de um personagem que se cansa da rotina e resolve se “precipitar” pelo mundo afora.

 

NOTURNO

Direção: Aída Queiroz (1986) – 4 min

SINOPSE: Abordagem dos movimento equinos, explorando o ritmo e a beleza das formas

 

INFORMÍSTICA

Direção:Cesar Coelho (1986) – 7 min

Sinopse: Um líder espiritual é encarregado de enfrentar e domesticar a máquina através de enigmas e palavras mágicas. Subitamente a máquina sai do seu controle e o destrói, mas uma criança, por curiosidade, arranca o fio da máquina desligando-a. Estabelece-se o caos.

 

TREILER – A ÚLTIMA TENTATIVA

Direção: José Maia, Lancast Mota, Otto Guerra (1986) – 5 min

SINOPSE:Um burrinho e um urubu cineasta tentam desesperadamente levar o negativo de um longa-metragem até o laboratório de revelação, mas pelo caminho são obrigados a enfrentar a fúria de Mickeys, Pernalongas e de outros personagens consagrados do cinema de animação.

 

UMA SAÍDA POLÍTICA

Direção: Arnaldo Galvão (1990) – 6 min

SINOPSE:Em tom de ópera bufa, um político tenor discursa cantando para conseguir votos.

 

CUIDANDO, DÁ LINHA

Direção: Núcleo de Animação de Campinas (1997) – 7 min

SINOPSE: Crianças de 11 cidades de 3 estados comentam a depredação e conservação dos orelhões.

 

REANIMANDO O KAISER

Direção: Coletiva – Releitura do filme de 1917 de Seth – 3 min 40seg

“O Kaiser” é o marco zero da animação brasileira. Realizado em 1917 pelo caricaturista fluminense Álvaro Marins (Seth), a charge animada era uma alusão clara ao contexto geopolítico internacional daquela época, às sombras de uma guerra mundial.

Por falta de preservação adequada o filme foi perdido, e tudo o que sobrou foi uma imagem de referência da obra.

Em 2013 o documentário ‘Luz Anima Ação”, uma produção da IDEOgraph dirigida por Eduardo Calvet, convidou oito grandes nomes da animação brasileira a recriar essa obra pioneira em um trabalho coletivo que mistura diversas técnicas de animação. O resultado é um trabalho denso, reflexivo e metalinguístico único, que reflete bem a diversidade da animação feita no Brasil.

Animação coletiva realizada por:
Marcelo Marão – animação 2D tradicional
Zé Brandão – animação vetorial
Pedro Iuá – stop motion Stil – animação em papel sulfite
Rosana Urbes – metalinguagem 2D
Diego Akel – pixilation e pintura no tempo
Marcos Magalhães – animação em película
Fabio Yamaji – light painting